Pilates para área neurológica

Quem sofreu um AVC, desenvolveu o mal de Parkinson, ou ainda quem traz da infância seqüelas de paralisia cerebral, Síndrome de Down ou poliomielite, pode melhorar sua coordenação motora através de exercícios físicos.

Pacientes neurológicos em geral, apresentam seqüelas como:

- alterações de tônus muscular, déficit do controle motor, diminuição de força muscular, alteração do equilíbrio, dificuldade na marcha, distúrbios sensitivos, diminuição da flexibilidade, contraturas musculares, alterações posturais e respiratórias, dificuldade de concentração, raciocínio e memória. Fatores estes, que levam a diminuição da independência física e, conseqüentemente, à diminuição da qualidade de vida. O trabalho do Pilates visa melhorar todas essas alterações através de seus princípios e do atendimento personalizado realizado a estes praticantes.

Consulte seu médico para a prática desta atividade.